15 de junho de 2020

Vinho e feijoada

Quando se trata de harmonização, nada mais controverso do que vinho e feijoada. Até no meio de amantes convictos de vinho, quando surge a questão, sempre alguém vai dizer "caipirinha". Eu concordo: difícil encontrar um vinho que acompanhe tão bem uma feijoada quanto uma caipirinha.

25 de maio de 2020

Plantaže Crnogorski Vranac 2015

Parafraseando Jancis Robinson (em The World Atlas Of Wine), se países como Montenegro não nos apresentam há tempos vinhos de classe mundial, é por motivos políticos, e não geográficos: afinal, o país foi anexado pela Iugoslávia ainda após a I Guerra Mundial; ficou sob a influência da "cortina de ferro" durante a maior parte do Século XX; e após o esfacelamento do comunismo e da Iugoslávia, permaneceu unida à Sérvia, para só se tornar independente em 2006.

11 de maio de 2020

Cono Sur Late Riesling Cosecha Noble 2013

No final de fevereiro, passei na loja física da World Wine, e aproveitei para comprar alguns vinhos no saldão que estava acontecendo. Dentre as garrafas em saldão, me chamou a atenção uma meia garrafa de um colheita tardia a 50% de desconto, por apenas R$33. Mas o que realmente me convenceu foi a recomendação da sommelière, que pretendia comprar daquele vinho pra si.

24 de abril de 2020

Don Guerino Teroldego Origine 1880

Quando os imigrantes italianos desembarcaram no Brasil, muitos trouxeram mudas de videiras, para plantar aqui. Mas infelizmente, sem resistência às pragas existentes em solo brasileiro (principalmente, a filoxera), a esmagadora maioria dessas videiras importadas morreram. Daí, a viticultura brasileira se desenvolveu a partir de uvas americanas, e posteriormente, com variedades internacionais.

13 de abril de 2020

O vinho amarelo

Na época da faculdade, participei do programa de "Graduação Sanduíche", precursor do Ciência Sem Fronteiras. Passei um ano na França; e durante o verão, antes do início das aulas na faculdade, o programa alocou os estudantes brasileiros em um curso intensivo de francês, em Besançon, leste da França. Como de costume por lá, a escola promovia diversas atividades extra-curriculares aos alunos. Uma delas foi uma visita à vizinha cidade de Arbois, encravada na pouco conhecida região vinícola do Jura.

10 de março de 2020

Mega Spileo Grand Cave White 2016

Já comentei no blog a respeito de diversos vinhos da Cavino, e em especial dos vinhos do projeto Mega Spileo, em que a Cavino cultiva os vinhedos do milenar monastério que deu nome à linha de vinhos. Mas creio que faltava um texto dedicado ao Mega Spileo Grand Cave White 2016.

9 de fevereiro de 2020

Tokaji Eszencia

Quando lemos e estudamos sobre vinhos, há alguns que, pelo alto custo e/ou pela raridade, pensamos: "taí um vinho que nunca vou ter a oportunidade de provar". Foi isso que pensei nas vezes que li a respeito do Tokaji Eszencia: o ápice, o mais raro e caro vinho de Tokaj, na Hungria. Para se ter uma idéia, no Brasil, uma garrafinha de 250mL é vendida por mais de R$3000.

A região de Tokaj, na Hungria, é famosa por seus vinhos doces - Tokaji Aszú - produzidos com uvas botrytizadas. Diferentes percentuais de uvas botrytizadas levam a vinhos de diferentes concentrações, e já não são exatamente baratos.

Mas Tokaji Eszencia é 100% feito de uvas botrytizadas, produzido a partir do "mosto flor", que se acumula no fundo dos barris, quando as uvas são esmagadas pelo próprio peso. Esse mosto é tão rico em açúcar (mais de meio quilo de açúcar por litro), que as leveduras têm extrema dificuldade em fermentá-lo. Por isso, a fermentação leva alguns anos, para atingir um teor alcoólico que mal chega aos 5%. É um vinho de uma concentração ímpar, em açúcar, acidez e sabor.

18 de janeiro de 2020

Anthemis Samos 2011

O grande orgulho dos gregos são seus vinhos doces. Seja fortificado, ou feito de uvas secas ao sol, esses vinhos eram o grande sucesso de exportação durante a Idade Média, e foram os primeiros a ganhar o status de Denominação de Origem Controlada (Ονομασία Προέλευσης Ελεγχόμενη). Há vinhos doces produzidos no continente, e em diversas ilhas. A variedade de uva mais usada e difundida em mais regiões é a Moscatel, dando origem aos vinhos: Moscatel de Patras, Moscatel de Rio Patras, Moscatel de Lemnos, Moscatel da Cefalônia, Moscatel de Rodes, e o mais renomado de todos, Samos.