22 de março de 2015

Um Porto de 1958... e outro de 1858

Pois, pois, minha viagem a Portugal não se encerrou com a Simplesmente Vinho; ainda deu tempo de pegar o comboio até Régua, visitar a Coimbra de Mattos. Peguei a Linha do Douro, que sai da estação de Campanhã no Porto, e segue às margens do rio Douro, até o Douro Superior (até há não muito tempo seguia até a Espanha, como vimos na Quinta de Castelo Melhor).

19 de março de 2015

Simplesmente... Vinho

Nos últimos textos, estive a relatar o que de melhor aconteceu durante a semana que passei na "terrinha", a convite da ViniPortugal, junto com os melhores alunos dos cursos de Formação sobre Vinhos de Portugal. Se não sabe do que se trata, leia o prólogo: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal.

Pois bem, tudo que é bom dura pouco, e nossa semana chegou ao fim. Chegou a hora de desfazer este grupo super entrosado que se formou na viagem. Chegou a hora de nos despedirmos, de irmos embora, mas eu simplesmente... havia programado ficar mais uns dias. Eu já tinha planejado estender minha permanência, para comparecer a outra feira de vinho que aconteceu na cidade do Porto: a Simplesmente... Vinho. A 3ª edição deste "salão off, manifestação de nicho, independente e alternativa", como descrevem seus idealizadores ocorreu nos dias 27 e 28 de fevereiro, em paralelo com a Essência do Vinho - Porto, e a apenas duas quadras do Palácio da Bolsa, literalmente à beira do rio, utilizando uma pequena parte do cais, e usando como base um porão, que se acessa por algumas portas a partir do Largo do Terreiro.

Apesar de independente e alternativa, a feira contava com alguns projetos muito conhecidos do cenário vinícola português, como Luis Pato, Filipa Pato, Quinta da Covela, Quinta da Pellada, Niepoort. E mesmo que os seus respectivos projetos estivessem bem representados, os Baga Friends fizeram falta na feira, mas estavam em Londres, apresentando a Baga para os assinantes de Robert Parker...

17 de março de 2015

A cortiça na vanguarda tecnológica

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo. Este é o último texto referente às atividades que realizei com o grupo, dentro do cronograma da ViniPortugal.

Montado, como é chamada uma floresta de sobreiros. Foto sob licença da Commons Wikimedia

12 de março de 2015

Essência do Vinho - Porto 2015

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.


Os últimos dois dias de nossa programação em Portugal estavam reservados para a participação na feira Essência do Vinho - Porto, no belo Palácio da Bolsa, na cidade do Porto. A feira é organizada pela Essência do Vinho, agência de organização de eventos enogastronômicos, que além da feira, publica a Revista Wine - Essência do Vinho, e organiza os cursos de Formação de Vinhos Portugueses no Brasil. Por falar nisso, as datas dos cursos em 2015 já foram divulgadas, e as inscrições já estão abertas. Quem sabe você não estará entre os próximos convidados de Portugal, no ano que vem?

11 de março de 2015

Porto Dalva Golden White Colheita 1963

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.

Como convidados da ViniPortugal e da Essência do Vinho, nosso primeiro compromisso na feira foi exatamente o almoço oficial de abertura. O almoço ocorreu na sede do IVDP - Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, que vem a ser o prédio ao lado do Palácio da Bolsa, no Porto.

10 de março de 2015

Paço do Conde no DOP

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.

A viagem pelo norte de Portugal foi curta e intensa, e depois da três dias, entre Minho, Douro e Beira Interior, retornamos ao Porto. A programação da noite foi um jantar hamonizado com vinhos alentejanos da Herdade Paço do Conde, no restaurante DOP, um restaurante de decoração sofisticada-minimalista - sóbria, cheia de ângulos retos e sem muitas firulas - mas localizado em um prédio antigo em pleno centro histórico do Porto.

9 de março de 2015

Quinta de Castelo Melhor

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.

Após uma noite gelada e chuvosa na Hospedaria do Convento, em Figueira de Castelo Rodrigo, seguimos para a Quinta de Castelo Melhor, às margens do rio Douro, sede do projeto Duorum.

8 de março de 2015

As vinhas mais altas de Portugal

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.

Depois de almoçarmos na Quinta dos Termos, visitamos outra propriedade na Beira Interior: a Quinta do Cardo.

7 de março de 2015

Um banquete na Quinta dos Termos

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.

Após a visita à Quinta de Lourosa, no dia anterior, seguimos até a região de Trás-os-Montes, para jantarmos e hospedarmo-nos no Hotel & Spa Alfândega da Fé. No interior de Portugal, longe da costa, os ventos do Atlântico exercem menor influência, por isso chove menos, porém o inverno é mais rigoroso. Tanto que fomos brindados com uma pequena precipitação de neve, durante o pequeno-almoço, que pudemos apreciar confortavelmente a partir do calor do restaurante, no terraço fechado com vidro de fora a fora. A minúscula precipitação de neve ficava ainda mais bonita com a imagem de fundo, do vale com montanhas a perder de vista.

6 de março de 2015

Paixão e conhecimento na viticultura

Texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.


A paixão com que cultiva as suas vinhas, o gosto com que descreve seu trabalho, seu método de cultivo: este foi o sentimento transmitido a todos, ao ouvirmos o Professor Rogério de Castro descrever seu trabalho. Dá gosto de ouvi-lo falar.

Rogério de Castro e sua família são proprietários da Quinta de Lourosa, localizada na freguesia de Sousela, a meros 40 Km do Porto, em plena região dos Vinhos Verdes, sub-região de Sousa. Como é comum à região dos Vinhos Verdes, o clima da sua propriedade é intensamente influenciado pelos ventos Atlânticos, que trazem muita chuva durante todo o ano, e temperaturas mais amenas no verão, trazendo um desafio à plena maturação das uvas.

5 de março de 2015

O Palácio da Bolsa e O Comercial

Terceiro texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.


Ainda na cidade do Porto, nosso segundo compromisso foi uma Master Class, que serviu como uma introdução ao programa. A aula aconteceu na Sala de Provas da Viniportugal, um espaço dentro do Palácio da Bolsa, que em geral está aberta para visitações, e onde promove-se degustações para os visitantes. Mas nesses dias, ela estava fechada para visitas, assim como o prédio da Bolsa, já que se realizavam os preparativos para a feira Essência do Vinho, que começaria dali a três dias.

3 de março de 2015

Vinhos da Ponte de Lima n'O Gaveto

Segundo texto da série: Descobrindo e Provando Portugal com a ViniPortugal

Este relato trata da minha visita a Portugal como convidado da Vinhos de Portugal. Caso ainda não tenha lido, leia o prólogo.


Nosso primeiro compromisso em Portugal ocorreu já no dia de chegada, à noite. Nos reunimos com representantes da Adega Cooperativa Ponte de Lima, para um jantar harmonizado e comentado no restaurante O Gaveto, na cidade de Matosinhos, que se localiza na região litorânea próxima à cidade do Porto. Vieram representar a cooperativa a presidente de direcção, Dra. Maria Celeste do Patrocínio, e a enóloga adjunta, Rita Araújo.

Os restaurantes de Matosinhos têm reputação com pratos de frutos do mar, e O Gaveto possui viveiros próprios. Portanto, frutos do mar mais frescos, impossível. Havia até mesmo lampreias que, a julgar pelos cartazes de anúncio, são uma iguaria cobiçada no país. Mas ninguém do grupo se mostrou muito aventureiro para provar a lampreia, por isso nos ativemos ao menu que já havia sido planejado.

1 de março de 2015

Descobrindo e provando Portugal com a ViniPortugal

Brasil já é um dos principais mercados para os vinhos portugueses. Mesmo assim, visando o potencial de crescimento que nosso país apresenta, Portugal tem investido em muitas ações de promoção aqui, seja por meio de ações específicas das Comissões Vitivinícolas regionais, seja pelo órgão oficial de promoção dos vinhos portugueses, a ViniPortugal. Entre outras ações, tivemos nos últimos dois anos as feiras Vinho e Sabores de Portugal, e os cursos Formação sobre Vinhos de Portugal.