1 de dezembro de 2020

O efeito do barril de vinho no whisky

Conforme já comentei aqui, whiskies escoceses precisam necessariamente envelhecer em barris de reuso, ou seja, barris que haviam previamente maturado outra bebida. Devido à oferta, a maioria dos whiskies escoceses usam barris de whisky dos Estados Unidos. Mas, os melhores que tomei envelheceram - ao menos em parte - em barris de vinho.

20 de novembro de 2020

Faccin Malvasia Bianca 2018

Não existe uma só variedade Malvasia. São diversas variedades, muitas sem nenhuma relação genética entre si. Mas em geral são variedades aromáticas, e ricas em açúcar. Geram alguns vinhos licorosos muito bons, mas em geral, quando feitos vinhos brancos secos, tendem a ser meio chatos, muito aroma, até meio enjoativos, e sem uma acidez vibrante.

Mas o Faccin Malvasia Bianca 2018 me impressionou. Um amigo trouxe aqui em casa, e foi uma belíssima surpresa. Daí fui atrás para comprar mais.


7 de novembro de 2020

Gusbourne 2011: espumante inglês top

Em 2016, em viagem na Inglaterra, provei alguns vinhos ingleses (aqui), e um espumante, que não prometia muito (aqui). Mas eu havia guardado o melhor para depois: trouxe na mala um Gusbourne Brut Reserve 2011.

26 de outubro de 2020

Hyperion Fetească Neagră 2010

A Cramele Halewood foi uma das mais importantes empresas vinícolas da Romênia. De origem inglesa (daí o nome Halewood), iniciou as operações na Romênia no ano de 1987, inicialmente monopolizando a exportação de vinhos romenos, e posteriormente, também atuando na importação de vinhos estrangeiros, e finalmente, produção de vinhos na Romênia. Como uma grande empresa, tinha produção em todas as faixas de preço. Alguns de seus melhores vinhos são da linha inspirada nos deuses titãs, como Kronos e Rhea, Theia (que eu jurava que já tinha descrito aqui no blog, mas buscando as referências para este texto, não encontrei) e, principalmente, a linha Hyperion.