29 de outubro de 2015

Aerar ou decantar: quais vinhos?

No texto passado, eu expliquei para que serve o decanter: para decantar e/ou aerar um vinho. Também expliquei o que significa cada um dos dois. Agora, vou dar algumas dicas mais objetivas: quais vinhos devemos decantar? E quais devemos aerar?

23 de outubro de 2015

Aerar ou decantar: eis a questão

Depois de um bom conjunto de taças, e um bom abridor de garrafas, o próximo apetrecho almejado por quem quer se aprofundar no mundo dos vinhos é o decanter. Mas você sabe para quê serve um decanter?

Foto original: Wine Enthusiast

15 de outubro de 2015

Nossa confraria: #noiteitaliana

Este ano, eu e Thais fizemos novos amigos que gostam de vinho, e criamos uma nova confraria. Ainda está tomando moldes, e tem se desenhado para ser uma confraria de enogastronomia, e não apenas de degustação. Nosso primeiro encontro teve o tema: comida e vinhos italianos, sugerido pelo confrade Alexandre, que ainda por cima é um personal chef, e por isso se encarregou do cardápio e preparação.

A Itália é, provavelmente, o país com a maior diversidade de vinhos do mundo. Tantas variedades de uva (mais de 300), tantas regiões, tantos métodos de produção, impossível reunir uma amostragem de menos de uma dezena de vinhos que se possa dizer que representam minimamente toda esta diversidade. Mas creio que a nossa noite, se não chegou perto, pelo menos reuniu a mais heterogênea seleção de vinhos que eu já vi: de Barolo a Moscato d'Asti, de Lambrusco tinto seco a 'Jerez' da Sardenha, entre outros. Acompanhe a seqüência de vinhos e pratos.

9 de outubro de 2015

Silvio Carta Vernaccia di Oristano Riserva 2004

"O mundo do vinho não cansa de nos surpreender e nos oferecer novas descobertas." Assim começa o texto de Luiz Cola (blog Vinhos e mais vinhos), a respeito do Silvio Carta Vernaccia di Oristano Riserva 2004. E não há forma melhor de começarmos a falar deste vinho.

4 de outubro de 2015

Artisan Tămâioasă Românească Sec

Há um mês, escrevi sobre a Tămâioasă Românească, uma uva aromática típica da Romênia. Tratava-se do Artisan Tămâioasă Românească Demidulce, produzido pela Aurelia Vișinescu. É um vinho de sobremesa delicioso, que recomendo muito.

Pois ele também tem uma versão seca, que se chama Artisan Tămâioasă Românească Sec 2012. É um vinho muito diferente do primeiro, mas igualmente complexo e intrigante. O nome diz seco, mas é seco, mesmo? Ou semi-seco? Ou salgado? É sério. É um vinho muito diferente, muito gostoso, muito interessante.

1 de outubro de 2015

Rīgas Melnais Balzams: o aroma balsâmico

Detalhe da fachada do prédio da prefeitura de Riga

Quando fiz um mochilão pela Europa, há muitos anos, uma das poucas coisas que trouxe na mochila foi uma garrafa do Bálsamo Negro de Riga. Este bálsamo é uma bebida alcoólica (45% a.b.v.), que entra na categoria de bitters, isto é, licores muito amargos, mais indicados para a confecção de coquetéis do que bebidos puros. É a bebida mais tradicional da Letônia, não porque seja a mais consumida, mas porque é original de lá, é produzida lá. É autenticamente letã. Não é difícil encontrá-la: em qualquer loja de artigos para turista, poderá encontrar uma garrafa para levar de lembrança; e em qualquer café ou bar haverá no cardápio alguns coquetéis elaborados com o bálsamo.