27 de julho de 2013

Wine Weekend 2013 - parte 4

Esta é a última parte do meu relato sobre o Wine Weekend 2013. Nos textos anteriores, descrevi os melhores espumantes da feira, um rosé que me surpreendeu, meu relativo infortúnio na escolha dos vinhos brancos, e ótimos tintos italianos, riojanos e de Ribera del Duero. Ficaram faltando quatro grandes vinhos, cada um em seu estilo, que não se enquadravam nas outras categorias.

Wine Weekend 2013 - parte 3

Neste terceiro texto sobre a feira, eu começo a falar dos vinhos tintos. Como houveram muitos vinhos tintos que merecem menção, separei em dois textos. Nesta terceira parte, comento os italianos feitos com uvas autóctones, e vários Tempranillos da Espanha (de Rioja e Ribera del Duero). E na última parte, comento outros tintos.

Wine Weekend 2013 - parte 2

Na primeira parte do meu relato, descrevi a minha impressão sobre os espumantes e rosés que provei na feira. Agora, descrevo os vinhos brancos.

Wine Weekend 2013 - parte 1

Este foi um fim de semana prolongado de vinhos na cidade de São Paulo. A Feira Wine Weekend, organizada pela Vinho Magazine durou de quinta-feira a domingo, no prédio da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Eu passei por lá no sábado, para conferir.
Gosto muito de ir a essas feiras, pois é uma oportunidade imensa de conhecer dezenas de rótulos, que muitas vezes custam muito mais caro do que o preço do ingresso. E frequentemente, encontro vinhos que me surpreendem.


Diferentemente dos eventos que já fui em Campinas, este parecia um evento muito mais focado na venda. Havia muito mais espaço para os produtores exibirem suas mercadorias, e também haviam disponíveis carrinhos de compra, e muita gente enchendo estes carrinhos. Porém, a feira teve um grande defeito, que foi a falta de um fornecedor de água. Em provas de vinho, água é fundamental. Ficou difícil provar rótulo após rótulo, sem água constante para limpar a taça e o paladar. Ficou a cargo dos próprios expositores oferecer água ao público.
Provei espumantes de grande qualidade. Já os rosés, nem tanto. De qualquer maneira, tive uma grande boa surpresa com um vinho rosé. Entre os brancos, dei um pouco de azar e não gostei tanto do que provei, mas entre os tintos, gostei de muita coisa. Neste texto, descrevo minhas impressões sobre as duas primeiras categorias; os brancos e tintos, descrevo nos próximos textos.

21 de julho de 2013

Justino's Madeira Sercial 10 years Dry

Esta foi a semana das grandes promoções de vinhos licorosos secos. Na quinta, descrevi o Lombardo Marsala Superiore Secco, da Sicília, em promoção no Carrefour, com 40% de desconto. E hoje foi dia de abrir uma meia-garrafa do Justino's Madeira Sercial 10 years Dry, que comprei por R$39,90. A padaria Pão do Cambui baixou o preço para queimar o estoque deste vinho, que normalmente custa mais de R$80,00 (a meia-garrafa).
O leitor pode até pensar: vinho na padaria, e em queima de estoque? Deve estar ruim, ou próximo de 'morrer'. Porém os Vinhos da Madeira, devido ao processo de produção, são completamente oxidados, tornando muito improvável que se estraguem. Diego Arrebola, um dos maiores Sommeliers do país (melhor Sommelier de 2012), disse, em uma apresentação sua, que pode-se guardar Vinho da Madeira sem refrigeração, mesmo após aberto, por tempo indeterminado. Pode até ser que aconteça, mas ele nunca viu um estragado.

20 de julho de 2013

Winelands: vinhos orgânicos

Além de ser o clube de vinhos mais eclético do mercado - oferecendo todos os meses vinhos tintos, brancos, rosés e espumantes - a Winelands também me conquistou pela oferta frequente de vinhos exóticos. Mas existe um outro fator de interesse no clube: com freqüência selecionam vinhos orgânicos e biodinâmicos, o que é uma opção mais saudável, mais sustentável, e ainda assim pode ser de grande qualidade.

18 de julho de 2013

Lombardo Marsala Superiore Ambra Secco

Marsala é um vinho fortificado italiano, produzido nos arredores da cidade homônima, na Sicília. Este Lombardo Marsala Superiore Ambra Secco está em promoção no Carrefour (pelo menos no Iguatemi-Campinas), de R$59,00, por R$35,90.

1 de julho de 2013

Dr. L Riesling Trocken 2011

Dr. Loosen é empresa familiar de mais de 200 anos, dedicada exclusivamente ao plantio de Riesling, em todos os estilos, dos mais secos, aos mais doces: um lugar-comum na Alemanha. É uma empresa muito conceituada, que acumula prêmios e boas recomendações dos principais críticos de vinhos. Sua propriedade fica localizada no Mosel, considerada uma das duas melhores regiões do país (e consequentemente do mundo) para o cultivo de Riesling. Lá, os vinhedos não precisam de enxertia, pois a philoxera não sobrevive no solo da região. Além disso, o clima frio associado ao solo composto majoritariamente de ardósia são uma combinação ideal para a maturação perfeita das uvas. E para completar, são solos pobres e de boa drenagem, obrigando as raízes das vinhas a irem mais fundo no solo.