8 de janeiro de 2014

Vinha da Defesa rosé 2012


Mais uma noite quente, resolvi abrir um vinho rosé, aproveitando para testar uma harmonização com uma berinjela à parmegiana. O Vinha da Defesa rosé é produzido pela conceituada Herdade do Esporão, no Alentejo. Ele é um corte entre Aragonês e Syrah, vinificado com maceração curta. Há dezenas de comentários a seu respeito pela Internet, em diversos blogs, brasileiros e portugueses, todos sempre elogiosos, o que me animou bastante.
Assim como descrito por outros blogs, identifiquei uma cor muito viva, de tonalidade que lembra cereja, também descritos como cor de melancia. Também corroboro à descrição dos aromas descritos, de frutas vermelhas (cerejas e morangos), e um sutil toque adocicado que remete aos red licorice sticks - doce de alcaçuz de sabor morango. O que não consegui identificar, e ninguém também comentou, foram notas de hortelã, descritas pelo produtor.
Porém, na análise gustativa, as opiniões divergiram um pouco entre si. Concordo com aqueles que o descreveram com corpo médio, e que enche a boca. Porém, com relação à acidez, corroboro os que disseram que não se destaca. Eu diria até que ficou devendo um pouco. É indiscutivelmente seco - a ficha técnica do produtor aponta que tem 1,7g/L de açúcar residual - mas o que se sobressai é o álcool. Ao ver qual era o teor alcoólico do vinho (13,5%), eu temia que isso fosse acontecer, mas diante de tantas avaliações positivas, eu resolvi dar uma chance.


Na minha opinião, ele pecou um pouco pelo excesso de álcool, o que pode ter se agravado pelo calor escaldante dessa noite. Em contrapartida, isso era um sinal de que o vinho pedia comida, e este era o meu objetivo, desde o princípio: bebê-lo junto a uma bela berinjela à parmegiana que a Thais fez, seguindo uma receita do Jamie Oliver. Prato perfeito, uma delícia, e ajudou a disfarçar um pouco o álcool do vinho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.