10 de fevereiro de 2014

Cavino Patras 2012

No último mês, a Winelands trouxe novamente vinhos da Grécia! Como está calor, comecei provando o branco.


A vinícola Cavino elabora este vinho com uvas Roditis, provenientes de vinhas de 20 anos de idade, colhidas a mão, e fermentadas com leveduras selecionadas. Após a fermentação, passa 6 meses em tanques de inox, antes de ser engarrafado.

A Roditis é rosada. No entanto, é tradicionalmente utilizada para se fazer vinhos brancos, na Grécia. Este é 100% Roditis, da denominação de origem Patras. Para se fazer o vinho branco, o mosto não fica em contato com a casca, e portanto, não absorve a cor da uva. Mas, como a pigmentação da uva é muito pouca, não seria possível obter um vinho tinto.

O vinho apresenta cor amarelo-palha de intensidade média. Aromas de frutas de caroço bem maduras, quase em compota, e uma leve resina, equilibrados por um frescor de ervas e limão. Na entrada de boca, trás uma leve sensação de salobridade, seguida por uma acidez vibrante e untuosidade. Tem corpo médio, álcool leve (12%) e final longo e seco. Tem uma complexidade aromática que lembra a Viognier, com notas meladas, só que com mais acidez - para minha felicidade. Fica melhor se for bebido bem fresco.

Denominação de Origem Patras

A região de Patras fica no nordeste da península do Peloponeso. Lá, em Patras, há 4 denominações de origem. Este vinho é da denominação Patras, que engloba vinhos brancos secos, feitos exclusivamente com a uva Roditis. Mas há outras denominações (todas de vinhos doces): Mavrodaphne de Patras, Muscat de Patras, e Muscat de Rio Patras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.