Clubes de vinho

A cada dia mais pessoas querem se inscrever em clubes de vinhos, e buscam informações na Internet, buscam saber quais clubes existem, e também, buscam opiniões a respeito de cada um. Por isso, resolvi escrever este texto. O primeiro objetivo é dar a minha opinião sobre os clubes de que já assinei. De quebra, eu aproveito para listar outros que conheço. Eu gostaria de convidar também aqueles que participam de clubes de vinhos, a deixarem registradas suas opiniões.

Por que entrar em um clube de vinho

Seja porque já consomem vinho com freqüência, ou porque querem começar a consumir com freqüência, cada vez mais pessoas buscam se associar a estes clubes. Mas não apenas maior volume de vinhos, as pessoas, em geral, buscam:
  • vinhos 'diferenciados' (seja produtores 'boutique', ou vinhos não encontrados nas lojas convencionais, ou vinhos de uvas e/ou regiões diferentes);
  • preços mais baixos que o do mercado;
  • comodidade de receber o vinho em casa;
  • qualidade garantida por especialistas (o que é especialmente útil para quem quer conhecer mais, e não se sente apto a escolher os vinhos por si próprios);
  • diversidade;
  • eventuais brindes (taças, abridores, vacuvin, garrafas de vinho de brinde, etc.);
  • descontos e promoções exclusivas (nos clubes que possuem lojas associadas);

Considerações

Em primeiro lugar, é importante observar que, naqueles clubes que trazem rótulos exclusivos, dificilmente conseguimos averiguar se seus preços realmente possuem os descontos que prometem. Em segundo, aqueles que não são importadores, dificilmente vão entregar vinhos exclusivos.

Em terceiro, a maioria dos clubes foca quase exclusivamente em vinhos tintos, pois no Brasil há muito preconceito contra vinhos brancos, espumantes, e principalmente, rosés. E isso é uma pena, pois estes vinhos também podem ser muito bons, e quem quer diversidade (e quem quer aprender, também), deveria pensar em diversificar também o tipo de vinho.

Por outro lado, mesmo entre os tintos há tanta diversidade, que para participar de um clube - mesmo daqueles que só oferecem vinho tinto - é preciso ser eclético: tintos leves ou encorpados, cortes ou varietais, sem madeira ou com muita madeira, jovens ou evoluídos... Pessoas que gostam de apenas um tipo específico de vinho freqüentemente vão se decepcionar com (ao menos) algumas remessas dos clubes.

E por fim, a aumento dos impostos sobre bebidas alcoólicas que ocorreu a partir do final de 2015 causou um grande impacto nos preços dos vinhos. No caso dos clubes, a qualidade das seleções caiu para evitar repassar todo o aumento de custo. E mesmo com a queda de qualidade, vários clubes ainda aumentaram seus preços.

Os clubes que assino, ou já assinei


Winelands

Desde o início, a Winelands tem foco na diversidade. Sempre ofereceu, todos os meses, tintos, brancos, espumantes e rosés; e desde sempre, o cliente podia escolher os tipos de vinhos que preferia: se quisesse, poderia receber só tintos, sempre. Eu trocava minha opção todos os meses, via email. Com o crescimento do clube, ficou complicado lidar com tudo por email, e ele lançou um novo site, onde o cliente pode alterar sua seleção mais facilmente.

Outra característica que domina o clube desde o início é trazer vinhos de origens exóticas, como Bulgária, Grécia, Romênia, Eslovênia, Croácia e Ucrânia. Em 2015, o clube lançou a operação de e-commerce, e com isso, passou a importar uma variedade muito maior de vinhos desses países. Há vinho para todos os gostos: desde muito básicos, a vinhos bem interessantes e de personalidade. O clube, por sua vez, passou a oferecer até 20 rótulos diferentes todos os meses, para o cliente selecionar. Com isso, escolher os vinhos deixou de ser uma opção e passou a ser uma necessidade; e portanto, creio que é uma opção para quem sabe o que quer, e não tanto para quem quer delegar a tarefa de escolha.

Além de descontos no e-commerce, os assinantes contam também com uma promoção de top do mês: um vinho top, que normalmente custa entre R$150 e R$300, sendo oferecido a R$100. Para comentários sobre alguns vinhos do clube, clique aqui.

Sociedade da Mesa

A Sociedade da Mesa foi o primeiro clube de vinhos do país, e também o primeiro a que me associei. O Dario Taibo (proprietário do clube), me disse que gostaria de selecionar brancos com mais freqüência, mas estes têm bastante rejeição da sua base de clientes; por isso, os tintos dominam. O clube tende a trazer muitos vinhos espanhóis, pois ele é de origem espanhola, e o clube é associado a um clube espanhol. Mesmo assim, ele gosta de sair do lugar-comum, com vinhos da Nova Zelândia, Grécia, Geórgia, Líbano e Turquia - seleções que me agradaram.

Desde que associei, o clube oscilou muito no meu gosto. Até 2014, me agradou bastante. Em 2014, passou um ano repetitivo, trazendo quase que só espanhóis e argentinos. Em 2015, voltou a me empolgar, trazendo mais variedade, e muito vinho interessante. Mas desde 2016, a qualidade das seleções caiu. Em 2017, o Dario Taibo se afastou do clube; e após cancelar muitas remessas, decidi cancelar em definitivo a assinatura. Para ler meus comentários a respeito de alguns vinhos do clube, clique aqui.


VinhoClube

O VinhoClube é o clube do VinhoSite. Quem está por trás é a Casa Rio Verde, importadora sediada em Belo Horizonte, com mais de 20 anos de operação, e 5 lojas físicas.

Eles possuiam 4 modalidades, 3 para vinhos tintos, e a modalidade Seleção Summer, dedicada a brancos, rosés e espumantes. A assinatura dá o direito a descontos no restante do site e frete grátis para diversos estados. Como na maioria dos clubes, a seleção é composta de um conjunto fechado, de 2 ou 3 vinhos diferentes - dependendo da modalidade - que compõem o preço final. A maioria dos vinhos é de origem européia. É possível cancelar quantas vezes se queira, mas normalmente não é possível alterar a seleção, assim como na maioria dos clubes.

Eu me interessei desde o início na Seleção Summer, e foi a minha escolha. Eram vinhos frescos - como o nome diz, para o verão - bons para tomar ao lado da piscina, à praia, ou para tomar junto de um sanduíche descompromissado durante a semana. Infelizmente, essa opção não ganhou muitos adeptos, e foi descontinuada. Para comentários a respeito de alguns vinhos que recebi, clique aqui.

Outros clubes de vinho


ClubeW (Wine.com.br)

Os dois primeiros clubes de que tive notícia eram a Sociedade da Mesa, e o ClubeW. À época, apesar de ter algumas boas recomendações deste, optei pelo outro, por 3 motivos: falta de flexibilidade; falta de diversidade; eu não compro tanto vinho no site para que o desconto valha a pena.

Conheço diversas pessoas que já assinaram alguma modalidade do clube. No passado, a maioria tinha boas referências, mas desde 2015, mais e mais amigos vêm cancelando. Além disso, já li relatos de gente que só mantém a assinatura para aproveitar descontos e frete grátis no restante do site. Hoje há uma assinatura mais barata, que seria a melhor pra quem só quer o desconto.

Eles deixaram decair muito a categoria original, chamada Classic, criaram outra pra substitui-la, e finalmente, em 2018, resolveram romper com o passado, renomeando todas as modalidades. Eles oferecem uma assinatura específica para espumantes, uma para brancos e rosés, e 4 opções diferentes para tintos.

Le Club Chez France

Se você é apaixonado por vinhos franceses, esse é o clube. A Chez France é uma pequena importadora, com site de e-commerce, exclusiva de vinhos franceses. Um dos sócios é francês, e ainda contam com a consultoria de um sommelier francês para a escolha do portfólio. São duas modalidades, 2 ou 6 garrafas, com maioria de vinhos tintos. Sócios do clube têm desconto de 15% no restante do site; mas cuidado com o frete grátis prometido: só se aplica para compras a partir de R$500.

Les amis

A importadora Vin d'Ame está lançando, agora em 2018, seu clube de vinhos, chamado Les Amis. Apesar do nome (da importadora e do clube), ela não é exclusiva de vinhos franceses. Atualmente, ela trabalha principalmente com vinhos da Alemanha, Espanha e Itália, além de um pouco de franceses; todos orgânicos ou biodinâmicos. O clube tem duas modalidades, Les Amis du Prince (R$499/mês) e Les Amis du Roi (R$899), compostas de 3 garrafas, cada.

Vinhos de Bicicleta

A Vinhos de Bicicleta, é um site/clube com loja física em São José dos Campos. O perfil é, como usual, majoritariamente de tintos, mas tem alguns rótulos interessantes, fora do lugar-comum. Prometem vinhos de pequenos produtores, permitem suspender a remessa sempre que quiser, e têm planos a partir de 2 garrafas.

SmartBuy Wines

A SmartBuy Wines é uma importadora especializada em vinhos dos Estados Unidos, mas vem se diversificando. Possui as opções mensal e bimestral. Oferece descontos exclusivos no restante do site, e um sistema de 'milhagem' (Wine Miles), que permite acumular pontos, que podem ser trocados por brindes. Atualmente, a modalidade mais básica possui preços na faixa de R$100 por garrafa. Foco em vinhos tintos, com maioria dos Estados Unidos.

Viva Vinhos

O clube de vinhos do Pão de Açúcar foi lançado em 2017, e por enquanto está restrito aos estados de São Paulo e Rio. São duas modalidades, com duas, quatro e seis garrafas. Vale lembrar que o Pão de Açúcar possui importação própria e isso lhe dá condições de oferecer vinhos exclusivos e com preços mais interessantes. No mês de outubro de 2017, eles ofereceram um Dolcetto por R$50, que vale R$130 no importador.

Confraria Grand Cru

A importadora Grand Cru chama seu clube de confraria. Ofereciam 5 modalidades diferentes, sendo que a mais cara tinha garrafas a R$500 cada, mas creio que não encontraram público, e cancelaram. Hoje, são 4 modalidades, sempre com foco em tintos. Oferece aos associados 10% de desconto nas compras online e em lojas físicas. O desconto da assinatura, em comparação com os preços avulsos, também ronda os 10%.

CarpeVinum

Tomei conhecimento da CarpeVinum recentemente, mas o clube já está em operação há 4 anos. No e-commerce, há vinhos de origens exóticas, como Bulgária, Grécia e Eslovênia. O clube permite suspender remessas sem restrições, ou ainda trocar os vinhos por outros de igual ou menor valor. O desconto da assinatura, em comparação com os vinhos avulsos no próprio site, vai de 15% a até 35%, dependendo do mês.

Clube Adega

A revista Adega quis entrar na onda e lançou seu próprio clube. Para quem quer vinhos exclusivos, ou de boutiques pequenas, esqueça este clube. E quanto aos preços dos vinhos, tenho sérias dúvidas se valem a pena. O valor da assinatura é quase igual a soma dos preços dos vinhos avulsos, encontrados em sites de e-commerce. Pra quê se submeter a uma compra casada se não há nenhum desconto?

Winet Club

Este clube existe desde 2012, criado por Déco Rossi, publicitário e blogueiro (EnoDeco). São 4 modalidades, cada uma oferecendo dois rótulos diferentes, por mês. Freqüentemente, os vinhos no clube estão mais caros do que se fossem adquiridos em outros sites. Em um caso gritante, na modalidade Master em setembro de 2017, que custa R$500 (R$250 por garrafa), os vinhos Vega Sauco Tó e Spice Route Chakalaka custariam R$160 cada, pelo e-commerce da importadora Ravin. Ou seja, o cliente do clube paga R$180 (40%) mais caro no clube do que fora dele.

Clube Evino

A Evino lançou um clube por um pequeno período, mas decidiu concentrar seu foco no e-commerce, e aboliu o clube.

Dioniso Wine Club

O Dioniso Wine Club funcionou durante muitos anos, mas aparentemente encerrou as atividades. Site fora do ar desde abril/2017.

Domus Club

O Domus Club pertence ao site Domusvini. Iniciou em maio de 2015, e em abril de 2017 saiu do ar.

Você participa de algum clube diferente que não está listado aqui? Dê seu relato nos comentários.

67 comentários:

  1. Senhor Rodrigo,

    Parabéns pelo blog. Naturalmente que seus posts podem ser considerados "sempre atuais". No entanto, este, por exemplo, por citar valores (R$) pode, de repente, se mostrar desatualizado. Assim, sugeriria que fizesse constar em cada post a "data de postagem" e, eventualmente, a "data de atualização".

    Josino Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Josino,

      você tem toda razão. Meu intuito é manter este texto sempre atualizado, por isso o publiquei como 'página', e não como 'postagem'. Mas realmente, entre o ajuste de preço e a atualização pode levar um pouco de tempo. Assim que possível, vou procurar revalidar as informações e a partir de então, passar a deixar a data de atualização no texto.

      Obrigado pela sugestão.

      Excluir
    2. Prezado Josino,

      eu revi as informações a respeito dos preços e opções, e coloquei a data de atualização nos quadros. Se você identificar alguma outra informação desatualizada, por favor pode me informar.

      Excluir
    3. Parabéns pelo blog e avaliação dos clubes. Definitivamente uma "luz" nesse universo de clubes, especialmente para quem está iniciando...

      Excluir
    4. Parabens pelas informações, bastante completas e isentas. voce conhece algum clube que tenha um plano de assiantura, no qual a obrigação do associado seja fazer uma compra minima mensal, em vez de ser forçado a comprar vinhos que nao escolhe ?

      Excluir
    5. Obrigado, João.
      Não conheço um clube assim. Na maior parte dos clubes, o 'pacote' do mês é fechado, isto é, dois rótulos, e vc ou recebe os dois, ou nenhum (suspende a entrega do mês).
      No caso da Sociedade da Mesa e Winelands, que você pode trocar os rótulos dentro de um grupo de opções, você pode trocar à vontade (não é forçado a comprar o que não escolhe), mas também não é obrigado a fazer compra mínima mensal, o que eu acho que é ainda melhor.

      Excluir
  2. Sua matéria é ótima... Parabéns por sua simplicidade com o esclarecimento.
    Qual desses aconselharia para uma iniciante?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigado pelos elogios.

      Eu acho que a escolha depende de dois fatores:
      - quanto se deseja gastar por mês;
      - se tem interesse apenas em tintos, ou também em outros tipos de vinho.

      Se o fator custo for determinante, creio que não há opção melhor do que o ClubeW One.
      Caso o custo não seja tão proibitivo, e tenha interesse em outros tipos além dos tintos, o melhor é definitivamente a Winelands.
      Por fim, se o objetivo é focar em tintos, e tenha disponibilidade para gastar um pouco mais, creio que a Winelands e Vinhos de Bicicleta apresentem tintos mais interessantes.

      Por fim, creio que para alguém iniciante, que ainda não esteja balizada pelo preconceito de achar que só vinho tinto é bom, acho importante a proposta de ter vinhos de todos os tipos. Vai ajudar a conhecer a enorme diversidade de vinhos que existe.

      Espero que isso seja de ajuda.

      Excluir
  3. Prezado,

    Assino o Wine One e, até onde pude perceber na interface do site, há a opção de suspender a remessa do mês. Nunca testei esta opção, pois sou novato no assunto de vinhos e até o momento todas as descrições de remessas me interessaram.

    Att.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigado pela informação. Vou ajustar o quadro assim que possível.
      Apenas para referência, comento que, há alguns anos, quando pensei em assinar o clube, eu encontrei a informação de que permitiria cancelar uma remessa por semestre. Mas recentemente, quando resolvi fazer este comparativo, eu não encontrei a informação, e supus que o clube havia eliminado esta possibilidade. Mas pelo seu relato, ainda existe a possibilidade. É bom saber.

      Excluir
    2. Olá, demorou um pouco, mas encontrei a informação no site do clube. A política permanece, de se permitir cancelar uma vez por semestre: https://centraldeatendimento.wine.com.br/hc/pt-br/articles/202849936-Quantas-vezes-posso-pausar-minha-assinatura-.

      Excluir
  4. Oi, gostei muito da matéria, mas não achei nada sobre o clube Sonoma...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, obrigado pela visita.
      Eu realmente não conhecia o Clube Sonoma. Entrei no site deles agora, e não encontrei algumas informações, como preço, e possibilidade de suspender remessas. Você, por acaso conhece o clube? O que tem a dizer sobre ele?

      Excluir
  5. Muito obrigado, estava querendo escolher um clube para me associar e não tinha referencia nenhuma. Ficou muito bem explicado, e resolvi pelo Winelands espero não me arrepender. Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu que agradeço. E também espero que goste da Winelands. Depois volte aqui pra contar o que está achando do clube.

      Excluir
  6. Nossa parabéns pela matéria, bastante esclarecedora, ajudou muito!

    ResponderExcluir
  7. Muito boa a matéria, ajudou bastante na minha decisão! Obrigada

    ResponderExcluir
  8. Olá amigo

    Estou em dúvida entre a Winelands e a vinho de bicicleta. Sou aberto a sugestões de vinhos. Minha preocupação é só não tomar vinho ruim ou de supermercado. Tanto faz tinto, rosé ou branco. POderia me ajudar entre esses? Assino o Clube w e confesso que tem meses que me decepciono. E eles já estão na faixa de 2 garrafas por 120 reais. então, estou estudando mudar. Minha ideia é gastar até uns 200 mensais. Daniel Silveira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniel,
      realmente, pelo tamanho do ClubeW, fica difícil conseguir um vinho que seja produzido em quantidade suficiente e que não seja uma produção muito industrial. Já os outros dois, Winelands e Vinhos de Bicicleta, têm a vantagem de serem menores, e por isso terem maior possibilidade de encontrar vinhos melhores. Outra vantagem que vejo nos dois é que o sócio pode suspender a remessa quando quiser.
      Eu acho que seria imprudente da minha parte afirmar categoricamente que um ou outro clube seria melhor pra você. Pra começar, eu só assino a Winelands, portanto, eu só posso conjecturar a respeito das seleções da Vinhos de Bicicleta. O que eu posso fazer é enumerar pontos de atenção.
      Na Vinhos de Bicicleta, a maior parte é de vinhos tintos. E por mais que muitas vezes os vinhos me pareçam interessantes, não são raras as vezes em que me apeteceria apenas um dos vinhos, mas eu seria obrigado a ficar com o outro também. Na Winelands, você teria essa vantagem. Você poderia num mês pegar um tinto e um espumante, no outro, um tinto e um branco, eu acho que teria mais liberdade e diversidade.
      Mas no fim, eu acredito que, seja em um ou em outro, você dará um salto de qualidade.

      Excluir
    2. Outro ponto a observar é o valor que você pretende gastar. Com R$200, você teria três opções: Winelands com duas garrafas (R$160), Vinhos de Bicicleta Liberté (R$119, valor igual ao Clube W), ou ainda o Fraternité (R$189), em todos os casos, duas garrafas. Acho legal quando o clube te permite visualizar várias remessas anteriores. A Vinhos de Bicicleta te permite, acho que vale a pena dar uma olhada, se ainda não fez. Tiveram alguns vinhos que parecem ser bem legais na Fraternité (já teve Ripasso della Valpolicela, Riesling alemão e vai ter Franciacorta, tudo em 2015, não dá pra competir), mas de vez em quando, a Seleção liberté me pareceu mais interessante (por exemplo, julho e setembro).
      Já a Winelands, no site novo, infelizmente só permite ver os últimos 3 meses. Do que eu me lembro, este ano teve Croácia, Grécia, Bulgária, Romênia, Uruguai, Espanha, Peru, África do Sul e Brasil.

      Excluir
  9. Caro Rodrigo, gostaria de conhecer sua impressão sobre o clube Winexpres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado leitor,
      eu nunca tinha ouvido falar do site Winexpress, ou do clube de vinho deles, até este seu pedido por mais informações. Mas aparentemente existe desde 2007, e está baseado na cidade de São Paulo.
      Além do mais, encontrei muito poucas referências ao site ou ao clube. Encontrei um outro blog que comenta ter feito uma compra no site da empresa (clique aqui para ler).
      Também encontrei uma referência no Blog do Jeriel, que comenta um evento realizado pelo clube, e menciona que quem está por traz do site se chama Agostinho Bernardino, empresário do ramo de tecidos.
      Não encontrei nenhuma reclamação no Reclame Aqui.
      O site parece que vendeu quase todo o estoque neste fim de ano, apresenta mais produtos esgotados do que em estoque, e não tem uma opção de esconder os esgotados. Quanto ao clube, tem muito pouca informação a respeito dos vinhos do mês, e não me permite ver o histórico, para conhecer os vinhos de meses anteriores, o que ajudaria a ter uma base melhor pra opinar a respeito. Mas me parece apenas mais um, mais do mesmo.

      Excluir
  10. Parabéns e obrigado; importante informação para avaliar e iniciar. abraços. Rocha

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, parabéns pela matéria, gostaria de saber da sua opinião sobre o evino Black, abraço Pedro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pedro,
      antes de mais nada, peço desculpas pela demora em responder.
      Quanto à sua questão, o Evino Black deste mês (abril) parece ter uma seleção interessante. Eu não conheço os vinhos, mas são exemplares que despertaram minha curiosidade, e creio estarem compatíveis com o preço do clube.
      Infelizmente, o site da Evino não nos permite visualizar as seleções anteriores, mas na minha vaga lembrança, creio que de outras vezes que verifiquei, eles não despertaram meu interesse. Mas pode ser que estejam melhorando.
      Eu também verifiquei agora que o site deles diz que pode-se suspender a remessa sempre que quiser (preciso corrigir a informação nos quadros do texto), e isso para mim é muito importante.
      Comparando com outros clubes em perfil semelhante, a Vinhos de Bicicleta e o VinhoClube costumavam me interessar mais. Mas como disse antes, esse mês eles parecem ter uma seleção interessante.

      Excluir
  12. olá,

    parabéns pelo material.
    ao me associar a um clube, eu considero também outros benefícios, como o guia descorchados 2016 que o clube adega irá dar para quem se associar neste mês.

    abraço,
    ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, obrigado pelo comentário. De fato, muitos clubes dão brindes eventualmente aos associados, e este fator certamente influencia na decisão de muitos clientes.

      Excluir
  13. Olá gostaria de saber sua opiniao sobre sociedade da mesa, assinei por muito tempo e por motivos de mudanca de estado resolvi suspender. Li sobre sua opiniao sobre a q assinas e me interessei..qual dos 2 me aconselha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado leitor,
      eu reforço a opinião que escrevi no texto. Eu cancelo remessas com freqüência, quando creio que o vinho não irá me agradar. Como eu sempre posso fazer isso, eu me mantenho no clube, pois com alguma freqüência, os vinhos me agradam.

      Meu conselho a você depende bastante do seu gosto pessoal, de quantas garrafas você gosta de receber por mês... e também da experiência que já teve com a Sociedade da Mesa.
      Você se sentiu desapontado com freqüência com remessas do clube? Você costumava cancelar remessas? Você está a fim de receber uma variedade maior de estilos (brancos, rosés, espumantes)?

      Excluir
  14. Muito obrigado pela ótima matéria. Para quem quer entrar em um clube do vinho sua pagina esta maravilhosa. Porém sugiro rever a informação do ClubeW ONE, em relação ao frete, em virtude do site informar que existe frete a ser incluido ( mas não sei se para todos os CEPs)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz Carlos, obrigado pelo aviso. Procurei agora no site, e realmente mudaram a política de fretes do site. Eu fiz alguns testes, e pelo que vejo, na modalidade One, sempre tem algum frete embutido. Em outras modalidades, depende do estado.
      É possível fazer as simulações na página deles, seguindo o link abaixo:
      https://centraldeatendimento.wine.com.br/hc/pt-br/articles/218849957
      Irei atualizar as informações no texto, nos próximos dias.

      Excluir
  15. Excelente matéria! Me inscrevi na Sociedade da Mesa e no Vinhos de Bicicleta. Vou testar.
    Obrigada e um abraço!

    ResponderExcluir
  16. Excelente matéria, muito explicativa e esclarecedora. Meus parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  17. Rodrigo, boa tarde!

    Antes de qualquer coisa, muito obrigado por oferecer esse rico material, que nos norteia.

    Como iniciante, estou com algumas dúvidas, que não consegui extrair no site da wine, como:
    Quais os tipos de vinhos tinto são ofertados no ClubeW One, se são sempre secos e se vale a pena?
    Uma outra duvida que tenho, que é ao degustar o vinho, se existe a necessidade de servir 1/3 da taça, sendo o vinho tinto seco. E se faz necessário uma leve agitada afim de exalar o aroma do vinho.
    Sou um apreciador iniciante.
    Grato desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luã,
      fico feliz em saber que meu texto e minha experiência puderam te ajudar.

      Quanto às suas dúvidas, primeiro, ClubeW One. Certamente, pelo preço, serão tintos pouco encorpados (corpo leve ou médio), não muito complexos, e feitos para consumo em curto prazo. Quanto ao açúcar, eu não creio que você precise se preocupar. Acho que eles não se arriscariam a colocar um vinho tinto suave. E se constar semi-seco no contra-rótulo de algum vinho do clube, certamente será apenas uma anomalia da legislação brasileira (a legislação mudou recentemente, e começou a classificar vários vinhos secos como semi-secos).

      E segundo, vale a pena? Eu tenho 4 amigos que assinam o ClubeW One. Todos, estão satisfeitos, e apenas uma amiga hoje cogita ir para uma categoria superior. Eu tomei dos vinhos diversas vezes com meus amigos, e tem alguns bem legais, bem agradáveis, ótimos para tomar em uma roda de amigos, quando o vinho é coadjuvante (isto é, quando o objetivo é bater papo). Eu creio que, pelo preço de R$33 por garrafa, você provavelmente vai ter garrafas melhores no clube, do que buscando no mercado ou supermercado. Portanto, se você costuma comprar vinho nessa faixa de preço, acho uma boa aventura, assinar o ClubeW One.

      Quanto à sua outra dúvida: precisa SEMPRE servir 1/3 da taça, e ficar girando o vinho? Minha resposta é não. Com vinhos mais complexos, vale a pena esses cuidados, para aproveitar o que há de melhor no vinho. Nos vinhos simples, como os do ClubeW One, não precisa, é frescura. Aproveito a deixa para recomendar a leitura de um outro texto meu, acerca dessas 'regras' do vinho:
      http://www.sobrevinhoseafins.com.br/p/as-regras-do-vinho-parte-1.html

      Um abraço, e aproveite o vinho e não se sinta intimidado pelas 'regras'!

      Excluir
  18. Aconselho a retirarem da lista o domus club (domusvini) para não cairem na furada que eu entrei. Os vinhos são interessantes com bons descontos, mas demoram a entregar, até hoje não recebi o clube (assinado no dia 05) e a compra feita na loja (dia 09), não respondem e-mails, não dão nenhuma satisfação ao cliente. Não sei sei por falta de organização ou falta de respeito com o cliente mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, e sinto saber que teve problemas com esse clube. Fica aqui registrado seu comentário, como um conselho a outras pessoas.

      Excluir
    2. Para reportar informo que após inúmeras tentativas de contato e após registrar a reclamação no reclamequi, a domus enrou em contato comigo, informando que iriam estornar os valores d a assinatura do clube e da compra, uma vez que eles não tinham os produtos para entregar. Isso só demonstra que a empresa não é séria. Só estresse em ter assinado este clube. Estornaram o valor, mas continuo afirmando, a furada que é assinar o clube e comprar no domus.

      Excluir
  19. Amigo, parabéns pelo detalhismo do post e por não ficar em cima do muro, como a maioria dos sites. Sou sommelier iniciante, e desejo assinar um clube com perfil "premium", mas com o melhor custo beneficio possível rs

    Qual indicaria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fabio. Obrigado pelo elogio.
      Saindo do básico, existe um amplo espectro de faixas de preço, que podem ser considerados de categorias premium.
      Mantendo-se abaixo de R$100 por garrafa, existe a Seleção Fraternité da Vinhos de Bicicleta, ou a Evino Black, por R$95 a garrafa. No passado recente, eu teria sugerido a primeira, mas creio que hoje em dia não existe grande diferença. A Evino não disponibiliza histórico, mas olhando no meu email, eu acho que nas últimas remessas eles têm escolhido vinhos mais interessantes que o concorrente na mesma faixa de preço.
      Um pouco acima, tem a Seleção Platinum do Vinhoclube (R$125) ou a Seleção Grandes Vinhos da Sociedade da Mesa (de R$130 a R$150). Eu já encomendei no passado 3 vezes vinhos dessa categoria da Sociedade da Mesa. Duas vezes me dei bem, e uma nem tanto (um Barolo que não gostei). Acho que em termos de níveldos vinhos, estão mais ou menos equivalentes, mas o primeiro tem a vantagem de poder receber só uma garrafa, e no segundo, tem que pedir no mínimo 4 (é trimestral, mas são 4 iguais).
      Acima disso, começa a ficar fora do meu nível financeiro, mas ainda tem a Seleção Grandes Vinhos da Sociedade da Mesa, entre R$230 a R$280; a Confraria Grand Cru Ouro (aprox R$220) chegando até à SmartBuy Wines, com a modalidade Poderoso Chefão, que pode entregar um vinho variando de R$300 a R$1500.

      Excluir
  20. Bom Dia Rodrigo,

    Excelente post, melhor que encontrei até agora sobre clube de vinhos. Para mim o melhor clube de vinhos na categoria básica é realmente o Clube Wine One, por cerca de R$35,00 a garrafa voce recebe bons vinhos para o dia a dia, normalmente por esse valor eu não consigo comprar vinhos do mesmo padrão nos mercados.
    Atualmente sou sócio do Clube W Premium (R$130,00/garrafa) e estou em dúvidas se nessa faixa de preços, a seleção da Wine está entre as melhores opções do mercado. Em alguns meses tenho observado que um dos vinhos que compõe a seleção é superior ao outro, como recebo duas garrafas, algumas vezes uma das opções não está valendo o valor. Baseado na sua experiência em 2016, nessa faixa de valor R$130,00/garrafa, voce tem alguma indicação de qual clube oferece as melhores opções.

    Obrigado, Davi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Davi, que bom que gostou do texto!
      Eu acho que na maioria dos clubes de vinho, quando se oferecem dois ou mais rótulos diferentes, a chance é grande que, com freqüência, um seja melhor que o(s) outro(s), e o preço seja um compromisso entre os dois (ou mais). O problema, a meu ver, é consistentemente achar que um dos vinhos é tão inferior que não condiz com a categoria. Aí sim, fica muito chato. Esse problema se resolveria caso o cliente pudesse optar por não receber uma das duas, mas clubes que calculam seu preço com base na média não podem se dar a esse luxo.

      Como alternativas ao ClubeW Premium, nessa faixa de preço, existem o Vinhosite (Platinum), a Sociedade da Mesa (Seleção Grandes Vinhos), SmartBuy Wine Club, ou a Confraria Grand Cru Superior.
      No entanto, creio que, entre esses, e também no ClubeW, eu acho que nenhum se destaca por ter qualidade sempre consistentemente maior que os outros: em uma remessa, um clube parece melhor, em outra, o outro clube. Acho que é preciso analisar outros detalhes para ter um desempate.
      Na Grand Cru e na SmartBuy, creio que você terá a mesma sensação, de três vinhos diferentes, em que um ou dois serão ligeiramente inferiores. Portanto, se isso te incomoda na Wine, creio que será pior nesses dois.
      No Vinhosite, a seleção superior inclui apenas um rótulo, e o pedido mínimo é de uma garrafa, o é uma vantagem caso não goste do vinho (e caso goste, pode encomendar mais, depois).
      Na Sociedade da Mesa, normalmente também há um rótulo apenas por remessa; este mês é a primeira vez que vejo dois, mas se quiser, você pode optar por receber todas as garrafas de um só tipo, ou pode incluir garrafas de que gostou de meses anteriores (se houver estoque). Vale ressaltar que a seleção é trimestral, mas a remessa mínima é de 4 garrafas.
      Nos dois (Vinhosite e Sociedade da Mesa), você tem ainda a vantagem de suspender a remessa sempre que o vinho não te interessar. Sei que a Wine só permite cancelar uma vez por semestre. Por outro lado, no quesito descontos no restante do site, a Wine tem maior portfólio, por isso leva vantagem.

      Resumindo, caso o fator das compras extras não seja relevante, você poderá se sentir mais confortável no Vinhosite ou na Sociedade da Mesa. E o desempate ficará entre receber 1 por mês, ou 4 por trimestre.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  21. Caro Rodrigo, muito obrigado pela matéria. Estava procurando informações para ajudar uma pessoa que me pediu. Como não costumo assinar esses clubes não tenho essa experiencia. Vc arrebentou!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Nicolas! Fico muito feliz que tenha gostado!

      Excluir
  22. Rodrigo, obrigado por sua orientação.

    Alguma ideia sobre o Winet Club?

    Gde abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu ainda não tinha ouvido falar desse clube, mas devido à pergunta, fui procurar a respeito.
      Descobri que seu idealizador é Deco Rossi, um publicitário e blogueiro (EnoDeco) do mundo do vinho. Também encontrei um texto de outro blogueiro, comentando a existência do clube desde 2012, ou seja, já tem uma estradinha.
      Quanto ao formato, é o mesmo repetido por diversos clubes; e quanto ao valor... bem, pelos vinhos que pesquisei, não vi descontos muito atraentes. Por exemplo, no plano expert, os vinhos ZUCCARDI SERIE A CABERNET SAUVIGNON 2013 e
      Curatolo Arini Coralto Nero d'Avola 2012 saem a R$126 cada. Mas comprando cada um nos sites dos próprios importadores, saem por R$110 e R$114,40, respectivamente. Isso, com a desvantagem da 'compra casada', pois no clube, você teria que comprar os dois, e comprando individualmente, você poderia optar só por um dos vinhos.

      Excluir
    2. Obrigado pela análise.

      Sobre os rótulos, lhe interessaram?

      Abs!

      Excluir
    3. Não.
      As escolhas em geral me parecem meio 'seguras', nada de muito diferente, e os preços não me parecem atrativos em relação à qualidade descrita, em nenhuma das modalidades, pelo menos esse mês (como o site não mostra um histórico, não sei se em meses passados as seleções foram mais interessantes).
      Abraço!

      Excluir
  23. Clubes de vinho raramente valem a pena. Esses dias, "atolado" por marketing da EVINO (aqueles 70% de desconto, 65%, etc...) resolvi comprar algumas garrafas. Italianos, portugueses, franceses.

    Você sabe que vai entrar em uma fria, mas o marketing é tão eficiente que desperta em você aquele virus do gerson (levar vantagem).

    Bem! Mesmo com os 70% o vinho é caro. Simplesmente NÃO prestam. É um lixo europeu vendido por aqui. Se você for na parte de vinhos de um WalMart, Zaffari, etc.. vai achar vinhos, na MESMA faixa de preço, muito, mas muito melhores. E isso que moro em Porto Alegre, a 390km de Jaguarão (zona franca uruguai) onde se compra ótimos vinhos por preços bem em conta.

    Ou seja, eu já sabia que ia entrar em fria, mas os 70% foram tão convidativos.. kkkk Estou com uma ou duas caixas de italianos e portugueses (que fazem bons vinhos, mas esses da EVINO são lixo) que acho que vou deixar para temperar frango.

    Ou seja, não tem tempo para ir num boa vinoteca.. vá em um supermercado de respeito e vai achar otimos malbecs argentinos por preços de 29, 39, 49, 59, ... desde um trapiche, nieto senetier doc, tempusalba..etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Ramón,
      passando do tema clubes de vinho para e-commerces, confirmo que tive a mesma experiência ruim com essas super 'promoções' da Evino. Os vinhos abaixo dos R$40 que já comprei, eram realmente todos ruins. Já em relação a vinhos mais caros, e com 'promoções' menos exageradas, tive boas experiências, tanto na Evino, quanto em outros e-commerces.
      Tenho ainda algumas garrafas em casa que comprei na Evino, que espero que não me decepcionem.

      Excluir
  24. Bom dia. Parabéns pelas informações. Sou sócio do evino, mas não sou nenhum expert em vinhos, estou até procurando um curso para iniciantes, aqui em Recife. Quanto à qualidade dos vinhos desses clubes, podemos confiar?

    Alexandre Andrade - Recife-PE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Alexandre,
      confiar cegamente, com certeza, não. Alguns clubes na mesma faixa de preço oferecem vinhos de qualidade diferente. Em todos os clubes, a qualidade pode variar razoavelmente de uma remessa pra outra. E mesmo dentro da remessa, a qualidade pode ser diferente. Algumas vezes é nítida a diferença entre dois vinhos na mesma remessa: um bom e caro, e outro mais fraco, para baixar a média de preço.
      Por isso que eu prefiro os clubes mais flexíveis. E também por isso, é importante seguir sempre reavaliando, se o clube está atendendo ou não as expectativas.

      Excluir
  25. Olá Rodrigo!

    Participo de um clube de vinhos no sul do Brasil. trata-se da Carpe Vinum, que está realizando um trabalho diferenciado na questão de oferecer rótulos mais ao gosto de cliente. Como você mencionou neste artigo, os espumantes, brancos e rosés também merecem destaque. Na assinatura é possível substituir os rótulos, então fico bem livre para nos dias de verão escolher um espumante ou vinho branco. Convido você para dar uma apreciada em www.carpevinum.com.br. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitor,
      como funciona isso? O clube permite a substituição por qualquer vinho do site? E neste caso, como isso afeta o valor pago? Paga-se o preço dos vinhos escolhidos em vez do valor mensal?

      Excluir
  26. Olá, Rodrigo.

    Eu estou pensando em assinar o clube do vinho do Pão de Açúcar(Viva vinhos), você tem alguma informação sobre esse clube?
    Obrigado
    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ricardo,
      o clube é bem recente, e por enquanto só está disponível para São Paulo e Rio. Mas com o poder de divulgação e distribuição do grupo, creio que logo estarão disponíveis para todo o país. Vale lembrar que o Pão de Açúcar tem importação própria, tendo possibilidade de entregar rótulos exclusivos, pelo menos de vez em quando; além disso, o Abílio Diniz, presidente do grupo, é sócio da Wine desde o ano passado, o que pode ter lhe dado oportunidade de aprofundar o know-how nessa linha de negócio.

      Finalmente, com relação aos vinhos da modalidade Suprema deste mês, mesmo não sendo vinhos de grande complexidade, pelo menos este mês me pareceu uma boa relação qualidade-preço. Só pra se ter uma idéia, o Dolcetto é importado pela Ravin, e vendido por R$130 no site deles; e no clube do Pão de Açúcar, sai por singelos R$50.

      Excluir
  27. Parabéns pelo blog e este artigo bem instrutivo. Obrigado por mencionar nosso (ainda novo) Clube Les Amis (https://www.vindame.com.br/amis-du-roi.html e https://www.vindame.com.br/amis-du-prince.html). Esperamos a sua assinatura e dos leitores do seu blog! :-)

    ResponderExcluir
  28. Bom dia,

    Teria alguma informação sobre o Magnum Club?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maurício,
      eu não conhecia esse clube, mas se ele realmente tem a família Rothshield por trás, pelo menos deve ser algo sério. Achei interessante que este mês, estão dedicando a remessa inteira a rosés, mas por outro lado, alguns daqueles rosés parecem antigos demais. Espero ter ajudado.

      Excluir
  29. Olá Rodrigo, primeiramente parabéns pelo post esclarecedor. Já fui assinante do clubeW em algumas modalidades, porém estou acredito que está muito “varejão” hoje em dia. Estou em dúvida entre winelands ou confraria grand cru riserva (R$ 193,00 mais uma garrafa mensal por conta do American Express). O que você indica? Conhece bem o confraria Grand Cru?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, fico feliz que tenha gostado do texto.
      Eu nunca experimentei a Confraria Grand Cru; apenas conheço um pouco do portfólio da importadora, por compras avulsas e feiras de vinho.

      Comparando esses dois clubes em relação a preço, ainda mais considerando o benefício extra do cartão (é ad eternum, ou por tempo limitado?), a Confraria Grand Cru parece bem mais em conta, para uma assinatura de 4 garrafas.

      Por outro lado, eu gosto mais da proposta da Winelands, tanto pela diversidade de vinhos, com relação a origens e a estilos, quanto pela da flexibilidade em se escolher mês a mês, o que se quer.

      Então, além do fator preço, vale a pena pensar em como você se sente com relação às duas propostas: você prefere a 'responsabilidade' escolher os vinhos mês a mês por conta própria, ou receber um pacote fechado, sem chance de trocas individuais.

      Se não conseguir chegar a uma conclusão, você pode testar um por um período, depois o outro, e ver o que achou de cada um.

      Seja um ou outro, espero que goste do novo clube. Boa sorte!

      Excluir
  30. Olá Rodrigo,
    Muitíssimo grato por este post, que me foi fundamental na escolha de um clube do vinho, neste caso assinei o VinhoClube.
    Venho também avisar que o VinhoCLube novamente abriu a seleção Summer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te ajudou na escolha! Espero que se divirta com os vinhos! E obrigado por avisar-me a respeito da seleção Summer.

      Excluir
  31. Gostei muito, estou querendo assinar o clube D e mais em conta que achei pois estou começando e a renda e pouca alguém conhece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Suely,
      eu não conhecia esse Clube D. Pelo que vejo, estão celebrando 2 anos de atividade. Os rótulos parecem bem simples, mesmo. Caso assine, depois por favor venha aqui e nos conte a sua experiência. Boa sorte!

      Excluir

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.