19 de fevereiro de 2018

Victoria Geisse Extra Brut Vintage Rosé 2016


Um dos grandes problemas do vinho nacional é alcançar o cliente final. Normalmente, os melhores vinhos não estão facilmente disponíveis na maior parte do país. Isso vem mudando, graças ao acordo que pôs fim àquela exdrúxula tentativa de salvaguarda de 2012. Após ela, importadoras têm passado a distribuir vinhos nacionais junto ao seu portfólio. Um desses exemplos é a linha Victoria Geisse, produzida por um dos mais respeitados produtores nacionais - a Cave Geisse - e distribuída exclusivamente pela importadora Grand Cru.

A linha possui desde rótulos de entrada, até uma cuvée especial em garrafa magnum por R$479,00. Todos são feitos pelo método tradicional - com mínimo de 12 meses maturação para os mais básicos - e todos são extra-brut, extremamente secos, para deleite dos glicófobos.

Uma colega de nossa confraria comprou algumas garrafas do Victoria Geisse Extra Brut Rosé Vintage 2016, o único rosé da linha, e levou no último encontro da turma. Ele faz parte dos rótulos de entrada, é 100% Pinot Noir, e passa 12 meses de maturação. O rótulo, ao mesmo tempo simples e elegante, com o nome Geisse estampado, até dá a impressão de ser um espumante mais caro. Mas custa apenas R$69, na loja da Grand Cru.

No visual, o espumante tem cor casca de cebola, com perlage intenso e fino. O aroma traz frutas vermelhas, sem as notas de panificação típicas do método tradicional. Na boca, ele é muito seco, volumoso, com acidez equilibrada, e baixa persistência. Não tem grande complexidade, mas cativa no paladar. É um Cave Geisse de baixo custo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.