28 de junho de 2017

Château de Panisseau Baccarat 2007

No mês passado, recebi uma mensagem de um leitor bastante decepcionado com a qualidade de vinhos muito baratos adquiridos na Evino. Realmente, o site oferece uma grande quantidade de vinhos a preços muito baixos, mas que na maioria, parecem ser simplesmente compatíveis com os preços, isto é, de qualidade muito baixa. Mas algumas ofertas parecem realmente boas demais para serem verdade, como por exemplo, o Château de Panisseau Baccarat 2007: um vinho francês com 10 anos de guarda, por menos de R$40.


O Baccarat é o vinho top do Château de Panisseau, vinícola localizada na região de Bergerac. É composto majoritariamente de Merlot, com uma pequena adição de Cabernet Sauvignon. Todo o vinho foi fermentado em barricas novas de carvalho francês, com um tempo total de 30 dias de maceração. Ele ainda passou por fermentação malolática, e maturou por 18 meses nas mesmas barricas, e finalmente, foi engarrafado sem colagem, nem filtragem.

É incrível que um vinho desses, com 18 meses em barricas novas, possa ser vendido no Brasil por menos de R$40. Com fretes, impostos e o escambau, a Evino vendeu o vinho mais barato do que a vinícola, onde ele custa 13€ ao consumidor final. Como conseguem fazer um preço desses, não sei. Desova de vinhos velhos? Pode ser, mas não parece ser o caso, pelo menos neste aqui.

Com a tipicidade de um vinho de clima frio e com alguma evolução, tinha cor rubi de intensidade média com reflexos granada; aroma trazia fumo, chá, tostado, especiarias, e frutas vermelhas maduras. Nenhum traço de pimentão, e nenhum excesso de madeira. Curiosamente, não tinha nenhum sedimento, apesar de ter sido engarrafado sem filtragem. Na boca, mostrava um perfil bordalês, com bom volume, taninos bem macios, destaque para uma ótima acidez, e uma persistência de média duração.

Eu já havia me arriscado com as safras 2001 e 2003 no ano passado. A 2001 estava um espetáculo, já no ápice; já a 2003 estava oxidada, o que acredito ter sido uma falha da rolha, e não um problema da safra, já que um amigo teve um 2003 em excelente estado.

Enfim, não sei como foi que eles conseguiram um preço desses, mas a safra 2007 vale bem mais do que custou. E certamente ainda deve melhorar com mais alguns anos.

Um comentário:

  1. É isso mesmo. Adquiri essa garrafa e estou degustando uma taça enquanto escrevo. O vinho é sensacional, um dos melhores já experimentados.

    ResponderExcluir

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.