10 de julho de 2018

Vinho de chuva

Imagina um vinho que viajou por meses em barris, no porão de navios, da Europa às Índias, cozinhando e oxidando intensamente durante a viagem; e que parte do vinho, não tendo sido consumido nem vendido, retornasse à sua região de origem, cozinhando em dobro; e que alguém, ao provar aquele vinho completamente oxidado, achasse que ele era muito bom - até mesmo melhor do que antes. De acordo com a lenda, assim teria surgido o estilo sui generis do Vinho Madeira.

Agora, imagina que alguns desses tonéis fossem descarregados e deixados ao relento no porto; e que a chuva molhasse os barris e diluísse o vinho. Esta é uma das hipóteses de como teria surgido o estilo Madeira Rainwater. O estilo não é muito conhecido no Brasil, mas é muito popular dos Estados Unidos, onde possivelmente ele 'surgiu'. Uma das hipóteses é de que o episódio da chuva tenha ocorrido nos Estados Unidos. Em vez de descartá-lo, os importadores o venderam assim mesmo, e ele teria sido muito bem recebido pelos consumidores.


O Madeira não é mais produzido oxidando-se em porões de navios; e certamente, o Rainwater não é diluído com água de chuva. Trata-se de um Madeira semi seco, como outro qualquer. E a opção de se rotular com a tradicional designação Rainwater tem a ver com o mercado de destino, como o caso do norte-americano. Aliás, foi de lá mesmo que veio essa garrafa da foto. Um confrade, em viagem nos Estados Unidos, viu um Leacock's Rainwater Madeira, comprou uma garrafa de curiosidade, e compartilhou conosco em uma confraternização.

A marca Leacock's pertence hoje à Madeira Wine Company. Ela foi criada pelo inglês John Leacock, que desembarcou na Ilha da Madeira em 1741, com apenas 15 anos de idade. Trabalhou por 8 anos como aprendiz em uma empresa da Ilha da Madeira, e saiu para criar sua marca e vender seu vinho na Inglaterra. No início do Século XX, devido a uma crise na indústria do Vinho Madeira, uma série de fusões deu origem à Madeira Wine Association; a Leacock's se juntou ao grupo em 1925. Posteriormente, a empresa mudou sua razão social para Madeira Wine Company.

Leacock's Rainwater Madeira é produzido com a uva Tinta Negra Mole, a mais comum da Madeira; o mosto fermenta em tanques inox até restar um quarto do açúcar, quando é fortificado a 18% de teor alcoólico. Em seguida, o vinho permanece por três meses no istema de estufagem, para sua completa oxidação. E finalmente, é armazenado em tonéis de madeira, até o momento do blend final.

O vinho ter cor âmbar de média intensidade, e aromas típicos de oxidação, como caramelo, amêndoas e avelãs. Tem corpo médio, boa acidez, álcool bem equilibrado, e açúcar perceptível, porém tendia mais para o seco do que para o doce (como sugere a classificação semi seco). De fato, ele é mais indicado como aperitivo do que para acompanhar sobremesas. Ele vai bem com castanhas, queijos, fiambres, e canapés que mesclem frutas com queijos ou fiambres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.