6 de outubro de 2013

Via Latina 2012

Vinhos Verdes são mais difíceis de se encontrar do que parece, pelo menos em Campinas. Fora o Casal Garcia, que parece estar em todos os lugares, eu não vejo muita variedade destes vinhos no mercado. Lojas especializadas costumam desdenhar desta denominação de origem. Às vezes encontro alguns que me parecem muito 'adamados' (forma como os portugueses descrevem os vinhos mais doces). E vez por outra encontro vinhos que provavelmente já passaram do ponto, estão velhos demais. Afinal, poucos são os Vinhos Verdes que se aconselham tomar após dois anos; e talvez por esta limitação as lojas especializadas não se dedicam a trabalhar com eles.
Por isso, não posso deixar passar a oportunidade quando encontro um vinho novo no mercado, mesmo que seja em um supermercado com uma adega que, digamos, inspira pouca confiança. Desta vez, era um vinho de 2012, e eu sei que havia dois meses, aquelas garrafas não estavam lá. Portanto, tenho segurança de que acabaram de chegar. É o Via Latina 2012, uma marca da cooperativa Vercoope, feito com Pedernã, Loureiro e Trajadura. Custava apenas R$18,20, e o encontrei no supermercado Taquaral. Está ainda mais barato que o Cativa, que provei no mês passado.
Eu não tinha provado deste vinho ainda, mas pela minha experiência com vinhos verdes, apostei que não seria adamado. E apostei bem. Na boca é seco, com acidez marcante, e agulha intensa: muita borbulha. É leve e tem pouco álcool (11%). O aroma é fresco, meio herbáceo, meio cítrico, sem muita intensidade. Mesmo que a ficha técnica do produtor informe que contém entre 11 e 13g/L de açúcar residual, não dá pra se perceber este açúcar ao provar o vinho.
Eu gostei: é o que eu espero de um Vinho Verde. Abri enquanto cozinhava, e quando me dei conta, tinha-se ido meia garrafa.


Quer conhecer mais a respeito de Vinhos Verdes? Leia: Dos Vinhos Verdes: Mas afinal, o que é Vinho Verde?.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se livres para comentar, criticar, ou fazer perguntas. É possível comentar anonimamente, com perfil do Google, ou com qualquer uma das formas disponíveis abaixo. Caso prefiram, podem enviar uma mensagem privada para sobrevinhoseafins@gmail.com.